EU SOBREVIVI AO HOLOCAUSTO NANETTE BLITZ KONIG

OBJETIVOS: Discutir e problematizar sobre o holocausto. JUSTIFICATIVA: Se faz necessário discussões referentes às diferenças étnicas e raciais na sociedade, como modo de acabar com preconceitos e discriminações ainda existentes, para que não voltemos a ter um novo holocausto.Até 1933, nove milhões de judeus viviam na Europa. Em 1945, momentos finais da 2ª Guerra Mundial, dois em cada três deles haviam sido mortos pelos nazistas muitos foram assassinados publicamente pelas ruas ou no anonimato de seus esconderijos, enquanto milhares padeceram nos campos de concentração espalhados pelo continente. Uma das sobreviventes que contrariou essas assustadoras estatísticas é a holandesa Nanette Blitz Konig. Radicada em São Paulo desde 1950, Nanette era amiga de escola da escritora germano-holandesa Anne Frank e esteve com ela nos últimos dias de sua vida. Em 2015 Nanette se sentiu segura para contar ao mundo o que testemunhou em Bergen-Belsen.